mar de prata

Abril 02 2009

 Dias de tempestade, para não dizer pior...

 

Estou a sabotar a minha própria vida e a minha felicidade...

Estou a destruir o teu amor por mim, que confusão estou a criar...

Parece que só consigo pensar que tudo irá voltar a acontecer, que voltarei a sofrer...

Parece que é mais fácil acreditar que algo de mau vai acontecer do que acreditar que tudo irá correr bem e que me amas de verdade.

E se eu pensar bem, com calma e com racionalidade, sei que me amas de verdade e sei que tudo o que está a acontecer é insuportável para ti...

Não sei o que pensas fazer... Tenho medo das consequências do que fiz e do que te disse...

Tenho pânico de te perder... 

Como é que me deixo transtornar completamente por estes ciúmes e por esta insegurança???

Como poderei ultrapassar isto?

Sinto-me fraca, sinto-me pequena, pior do que a mais reles das criaturas, porque duvidei de ti e do teu amor? Porque te agredi?

Realmente o outro devia ter razão quando disse que não sabias com quem te estavas a meter...

Desculpa, meu amor!

 

publicado por mardeprata às 18:37

Abril 02 2009

Dizem que a noite e a almofada são boas conselheiras...

Será porque ao dormir o nosso cérebro trata de arrumar os assuntos que não interessam e que nos andaram a consumir durante o dia?

Eu não sei, apenas sei que independentemente do problema ou do trauma, depois de uma (boa ou má) noite de sono, deixou de ser assim tão grave ou tão importante!

Será por isso que os espanhóis tanto defendem a "siesta"? Para fazer uma limpeza a meio do dia?

 

publicado por mardeprata às 09:47

aliança entre o mar que me viu nascer e a lua de prata que ilumina o meu caminho
mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
11

13
17
18

19
20
21
22
23
25

26
27
28
29
30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO